EuroFormula: Vivacqua pontua em Barcelona e finaliza temporada na sétima posição

4317 13 112A última etapa da temporada 2017 da EuroFormula Open foi marcada pelas adversidades e pela superação do piloto Thiago Vivacqua. Logo no início dos trabalhos em Barcelona (Espanha), o brasileiro teve problemas com o motor que vinha perdendo potência ao longo dos treinos. A equipe Campos Racing efetuou a troca do motor, mas Thiago teve que sacrificar a participação na segunda, e última, sessão treinos livres, na sexta-feira (27). O piloto do carro #2 classificou para a primeira corrida, no sábado (28) e ficou com a 11ª colocação e terminou a primeira prova em 10º, voltando a pontuar. No domingo (29), o piloto repetiu os resultados do dia anterior, largando da sexta fila e chegando em 10º. O título do campeonato ficou com o britânico Harrison Scott, da equipe RP Motorsport.

Com os resultados, Thiago somou dez pontos no campeonato e terminou a temporada na sétima colocação, empatado com o polonês Alex Karkosik, sendo o melhor brasileiro na categoria. “Foi uma temporada de muito aprendizado. Fiz o possível junto com a Campos Racing, mas infelizmente me faltou sorte em alguns momentos. Coisas de corrida. Consegui apenas uma vitória durante a temporada, mas perdi alguns pontos importantes quando tive algumas etapas sacrificadas, como Estoril, Monza e Jerez. Foram dois pneus furados na Itália após ser tocado, entre outras coisas que não tirei melhor proveito também de minha parte”, disse o piloto de 20 anos.

Thiago termina o campeonato com 98 pontos, tendo como melhores resultados a vitória na primeira corrida em Hungaroring, na Hungria, e mais dois pódios em terceiro lugar, ambos nas segundas corridas em Estoril (Portugal) e Spa-Francorchamps (Bélgica). Fora os pódios ainda foram mais oito corridas dentro do top-10. “É um campeonato bem bacana e muito competitivo”, completou.

Durante todo o ano, Thiago Vivacqua pilotou com 1155,73km durante as corridas e 2285,85km nos treinos, num total de 17 voltas na liderança das provas.

A EuroFormula 2017 teve oito etapas, com 16 provas disputadas em sete países diferentes, passando pelos mais tradicionais circuitos europeus, sendo eles Estoril (Portugal), Spa-Francorchamps (Bélgica), Paul Ricard (França), Hungaroring (Hungria), Silverstone (Inglaterra), Monza (Itália), Jerez e Barcelona (ambos na Espanha).

Veja os resultados das corridas em Barcelona:

Corrida 1
1. #17 Devlin De Francesco (CAN), Carlin Motorsport, 19 voltas em 35min20s642
2. #24 Ameya Vaidyanathan (IND), Carlin Motorsport, a 1s583
3. #11 Alex Karkosik (POL), RP Motorsport, a 4s320
4. #16 Nikita Troitskiy (RUS), Drivex School, a 5s150
5. #4 Lorenzo Colombo (ITA), Campos Racing, 5s598
6. #9 Felipe Drugovich (BRA), RP Motorsport, a 6s799
7. #7 Jannes Fittje (DEU), RP Motorsport, a 9s653
8. #34 Matheus Iorio (BRA), Campos Racing, a 12s313
9. #77 Guilherme Samaia (BRA), Carlin Motorsport, a 15s042
10. #2 Thiago Vivacqua (BRA), Campos Racing, a 15s561
11. #3 Simo Laaksonen (FIN), Campos Racing, a 16s063
12. #43 Pedro Cardoso (BRA), Teo Martin Motorsport, a 17s331
13. #20 Petru Florescu (ROU), Fortec Motorsports, a 18s110
14. #42 Eliseo Martinez (ESP), Teo Martin Motorsport, a 19s003
15. #12 Christian Hahn (BRA), Drivex School, a 22s054
16. #22 Daniil Pronenko (RUS), BVM Racing, a 23s736
17. #8 Lodovico Laurini (ITA), RP Motorsport, a 26s130

NÃO CLASSIFICADOS
18. #55 Joey Mawson (AUS), BVM Racing, a 14 voltas
19. #1 Cameron Das (USA), Campos Racing, a 14 voltas
20. #14 Tarun Reddy (IND), a Drivex School, a 19 voltas
21. #19 Ben Hingeley (GBR), Fortec Motorsports, a 19 voltas

Corrida 2
1. #9 Felipe Drugovich (BRA), RP Motorsport, 17 voltas em 28min34s697
2. #16 Nikita Troitskiy (RUS), Drivex School, a 0s260
3. #24 Ameya Vaidyanathan (IND), Carlin Motorsport, a 6s208
4. #55 Joey Mawson (AUS), BVM Racing, a 7s609
5. #17 Devlin De Francesco (CAN), Carlin Motorsport, a 8s083
6. #4 Lorenzo Colombo (ITA), Campos Racing, a 8s921
7. #7 Jannes Fittje (DEU), RP Motorsport, a 11s028
8. #3 Simo Laaksonen (FIN), Campos Racing, a 11s508
9. #11 Alex Karkosik (POL), RP Motorsport, a 12s723
10. #2 Thiago Vivacqua (BRA), Campos Racing, a 23s884
11. #20 Petru Florescu (ROU), Fortec Motorsports, a 25s747
12. #19 Ben Hingeley (GBR), Fortec Motorsports, a 28s600
13. #42 Eliseo Martinez (ESP), Teo Martin Motorsport, a 28s972
14. #1 Cameron Das (USA), Campos Racing, a 29s802
15. #43 Pedro Cardoso (BRA), Teo Martin Motorsport, a 30s059
16. #77 Guilherme Samaia (BRA), Carlin Motorsport, a 33s474
17. #8 Lodovico Laurini (ITA), RP Motorsport, a 40s130
18. #12 Christian Hahn (BRA), Drivex School, a 40s956
19. #22 Daniil Pronenko (RUS), BVM Racing, a 42s031
20. #34 Matheus Iorio (BRA), Campos Racing, a 3 voltas
21. #14 Tarun Reddy (IND), Drivex School, a 4 voltas

Classificação final do campeonato de pilotos:
1. #10 Harrison Scott, 340 pontos
2. #16 Nikita Troitskiy, 222
3. #17 Devlin De Francesco, 172
4. #24 Ameya Vaidyanathan, 168
5. #18 Jannes Fittje, 159
6. #3 Simo Laaksonen, 100
7. #2 Thiago Vivacqua, 98
8. #11 Alex Karkosik, 98
9. # 34 Matheus Iorio, 52
10. #20 Petru Florescu, 45
11. #19 Ben Hingeley, 44
11. #42 Eliseo Martinez, 44
13. #1 Raoul Hvman, 28
14. #14 Tarun Reddy, 27
15. #1 Cameron Das, 13
16. #12 Christian Hahn, 11
17. #77 Guilherme Samaia, 7
18. #8 Lodovico Laurini, 6
19. #43 Pedro Cardoso, 3
20. #44 Javier Cobián, 2
21. #21 Alexey Chuklin, 1
22. #55 Daniel Lu, 0
23. #22 Daniil Pronenko, 0
24. #20 Najiy Ayyad Razak, 0
25. #19 Yan Leon Shlom, 0

Classificação final do campeonato de equipes:
1. RP Motorsport, 138 pontos
2. Carlin Motorsport, 90
3. Drivex School, 84
4. Campos Racing, 50
5. Fortec Motorsports, 30
6. Teo Martin Motorsport, 9
7. BVM Racing, 0

About the Author:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *